Fale Conosco

A Prefeitura de Tavares vai ser investigada por possíveis irregularidades na contratação de servidores contratados e comissionados, pelo fechamento de escolas públicas e por locações de veículos. Os três procedimentos investigativos foram tornados públicos na edição desta quinta-feira (2) do Diário Oficial do Ministério Público da Paraíba.

Em novembro do ano passado, o prefeito Aílton Suassuna (MDB) foi preso preventivamente acusado de cobrar propina como condição para o pagamento pela aquisição de dois veículos pela administração municipal.

Da redação