Fale Conosco

Na tarde desta quarta-feira, 21, o prefeito de Sousa, Fábio Tyrone (PTB), prestou entrevista ao programa Jornal Líder, da 97.1, e respondeu a perguntas relacionadas ao se futuro político e a reforma administrativa do seu Governo.

Em relação às informações de que estaria desistindo do seu projeto de reeleição, Fábio Tyrone afirmou que continua seguindo fielmente sua condição de pré-candidato a Prefeito. “A questão é que tem gente de forma proposital e, claro há interesse político nisso, que cria esse tipo de história quanto a minha desistência não só da Prefeitura, mas até da política. O que é um absurdo. Deixo claro que embora Prefeito eu faço parto de um grupo. Eu tomo decisões baseadas no consenso deste grupo” e arrematou: “neste grupo há bons nomes e quando ele vier a decidir se pelo meu nome ou por outro saberei acatar”.

O prefeito de Sousa também deixou evidente que sua postura tem a ver com princípio de humildade e respeito aos demais. “Venho de origem humilde. Sempre respeitei o próximo. Portanto, afirmar que sou pré-candidato é também uma questão de não ser vaidoso e nem arrogante”.

Sobre o deputado Lindolfo Pires (DEM), Fábio Tyrone disse que se trata de outro grande nome na situação e reforçou a tese da escolha livre e democrática do seu Grupo. “Mais uma vez repito não depende apenas de minha vontade. Eu sigo um projeto político feito pelas mãos de muitos. Se Lindolfo vier a ser o escolhido, teremos um grande político à frente desse encargo”.

Quanto à reforma administrativa, o prefeito de Sousa argumentou que até o final deste mês tudo estará concretizado dentro de sua administração em relação a mudanças. “Acredito que até o final de março colocaremos em prática nosso projeto de reforma ad ministrativa que passará por mudanças e remanejamento de algumas pastas” e fez uma declaração que serviu de advertência para seus assessores: “quem afirma que vai ficar, não significa dizer que vai ficar”. 

com Portal 950