Fale Conosco

O secretário de Saúde de Campina Grande, Felipe Reul, parece estar em um mundo paralelo, pois ontem anunciou aos quatro ventos que a cidade campinense vai receber lotes de vacina contra a covid-19 sem sequer a Anvisa ter aprovado nenhuma vacina no Brasil ou o Ministério da Saúde ter dado nenhuma declaração nesse sentido.

“Existe a previsão de na segunda quinzena de dezembro, as doses da vacina começarem a ser enviadas e a gente fica no aguardo desse posicionamento do Ministério para a gente vacina a população de Campina Grande”, disse o secretário em entrevista à TV Cabo Branco, que explicou que a vacina enviada deve ser a do Instituto Butantan.

Quem estranhou a declaração foi o secretário de Saúde do Estado, Geraldo Medeiros, e disse desconhecer qualquer informe nesse sentido, explicando que ainda não há um cronograma oficial estabelecido.

Agora, ou o secretário está mais informado que o próprio Ministério da Saúde ou a vontade de fazer a Prefeitura de Campina Grande aparecer a nível nacional é tão grande que ele não pensou duas vezes ao passar uma informação falsa. O pior é que Campina pode até aparecer a nível nacional com essa história toda, só que vai virar motivo de piada, isso sim.