Fale Conosco

Percebam Ao que está se resumindo o Coletivo Ricardo Coutinho. Até agora só saíram em defesa do governador – afrontado pelo Coletivo por ordens de bandeira – sua esposa, a primeira dama Pamela Bório, e Coriolano Coutinho, seu irmão e escudeiro fiel. Ronaldo Barbosa mia de um lado, Rosa do outro, mas poucos enfrentaram os espinhos.

É possível que nas próximas horas sua mãe ou uma de suas irmãs venham a público hipotecar solidariedade ao ente querido e quem sabe até um dos três porquinhos aproveite a chance e fique solidário com o governador por segundas, terceiras e quartas intenções, mas a classe politica passou ao largo.

Enquanto isso tem gente vazando informação para a imprensa se deliciar sobre operações financeiras aqui e alhures.

As punhaladas pelas costas são desferidas de parte a parte e talvez a próxima reunião do Coletivo em Jacarapé não aconteça naquela granja onde desovaram a candidatura de Agra.

Mas dentro de um lugar mais apropriado ao novo status do grupo.