Fale Conosco

Não é verdade que a nota da OAB seja “genérica” como registra o ex-editor deste portal (Clickpb), que foi processado dezenas de vezes pelo senhor Ricardo Coutinho e hoje é defensor número dois do governo (queria ser o número um, mas este cargo é de outro). Afinal, de onde diabos o senhor Odon Bezerra tiraria a idéia de produzir uma nota em defesa da liberdade de imprensa? Da imaginação dele é que não foi. Somos gratos, mas não queiram nos fazer de bobos…

Na história de Pinóquio, a Fada Azul fez o nariz do boneco crescer todas as vezes que ele mentisse. Não sei se este é o motivo de certos narizes protuberantes ostentarem histórias tão absurdas, mas ainda que o senhor Odon Bezerra (presidente da OAB) venha a público dizer que a nota é genérica (confirmando a lorota), ela não foi produzida por ele, mas por quatro advogados e aprovada por um plenário, onde advogados cobraram a apuração do caso do feijão e levantaram a seriedade das denúncias dos profissionais de imprensa. Ou será que alguém vai negar até o que o conselho disse? Sei que não!

Quando a API publicou uma nota em defesa da liberdade de expressão, o secretário de Comunicação da Paraíba foi para o rádio reclamar (acreditam?) e o ex-editor deste portal , que tantas vezes desabafou com este humilde repórter sua revolta com a postura do então prefeito de João Pessoa e hoje governador, Ricardo Coutinho, por processá-lo tantas vezes, quis desmerecer a atitude da Associação.

Não sei se a OAB/PB vai manter o apoio a liberdade de imprensa. Vai?! Não sei, mas pelo visto “alguém” não quer que as entidades da Sociedade Civil se manifestem. Ou seja, vivemos um momento pior que a ditadura, já que naquela época eles sequer ousavam tentar controlar a API e a OAB.    

Minha solidariedade a todos aqueles que ousam dizer a verdade em um mundo onde tantos são pagos para mentir.

“Se você falar mentiras sobre a gente, falamos a verdade sobre você” (Plebe Rude).