Fale Conosco

Se eu fosse um estrategista da oposição, desses que anda a tiracolo por aí com Maranhão, Cícero e Luciano Cartaxo, estimulava sim a candidatura de Nonato Bandeira, pois mesmo acreditando que alguma coisa ali é combinada com o governador Ricardo Coutinho, ele vai produzir munição contra Estelizabel – do mesmo jeito que fomentou um arsenal contra Luciano Agra – e, para se defender, Estela será obrigada a revidar com grosso calibre.

Detalhe: ambos são proprietários de rabos de palha frondoso. E as labaredas levarão a um incêndio que atingirá o enxoval de cama, mesa e banho lá da Granja Santana, altamente inflamáveis.

Estelão adotou o estilo “comigo ninguém pode”, já namora com dois dígitos e Nonato não consegue chegar à metade do que ela exibe andando de mãos dadas por aí com a mulheradada do “é com ela que eu vou“, mas seu séquito fiel continua disposto a manter a corda esticada e pleitear de Ricardo boa vontade em prol de quem é carne, unha e cutícula.

Se de um lado Estelizabel bota as unhas de fora exibindo listas de apoios culturais e aquele Twitter poderoso e polêmico da primeira dama, do outro Bandeira ostenta cinco pitbuls remunerados até o talo pela SECOM. Mas, não pensem que os estelistas estão dispostos a engolir em seco as notinhas plantadas por Bandeira em certos sites de oposição.

Ouvi dizer que vão jogar carrafinhas de cerveja Stella no ventilador é não exatamente porque o casco não é retornável, mas para extornar os ataques dos ptibuls da SECOM.

Soube que Nonato está disposto a fragilizar Estelizabel e para isso designou cães de caça no encalço de detalhes que possam desconstruí-la e torar-lhe uma asa em pleno vôo.

Mas também não duvido que no bunker estelista não haja neguinho mexendo os pauzinhos para trazer ao grande público vacilos do secretário de Comunicação.

É preciso que todos saibam que com a saída de Agra nada mudou no quadro sucessório em João Pessoa e tudo está aonde deveria está.

Cícero não move uma palha e cada vez mais zem acha que vai ganhar a eleição como presente de aniversário no dia 5 de agosto; Maranhão acha que tem chance, mas não sabe ainda qual é o conceito; Cartaxo tem o melhor discurso, mas só sabe distribuir release; Estelizabel trabalha para absolver os números de Agra e Nonato para provar que ela não é boa absolvente.

Em resumo, apesar de os pessoenses concordarem que a cidade mudou com RC e Agra, poderão dizer não ao estilo mundiça do Coletivo RC e optar por uma coisa que misture o jeito soft de Cícero, o austero de Maranhão e os bons argumentos de Cartaxo.

E essa salada só poderemos saborear no segundo turno, quando soubermos quem estará lá contra o candidato de Ricardo Coutinho. Só aí os três se unirão para convocar o plebiscito: você aprova ou não o estilo Ricardo Coutinho de chutar o pau da barraca?

Por enquanto, a oposição deve assistir e estimular a guerra fratricida no Coletivo RC.

Quem tem mais lixo debaixo do tapete, Estelizabel ou Nonato Bandeira? Quem é mais a cara de pau de Ricardo Coutinho, Estelizabel ou Nonato? Só tenho a certeza de que juntos formam a chapa “estelionato”.

Mas, seu fosse a oposição olhava para o próprio rabo e cuidava de botar o bloco na rua, pois pode ser pega de surpresa e ficar chupando o dedo e vendo a banda passar.