Notícias

No debate das TVs Cabo Branco e Paraíba, Cássio expõe propostas para a Educação

Em sua primeira participação do debate promovido pelas TVs Cabo Branco e Paraíba, afiliadas da Rede Globo na Paraíba, o senador Cássio Cunha Lima (PSDB), candidato ao Governo do Estado pela Coligação “A Vontade do Povo manteve a proposta propositiva e afirmou que vai tratar a pasta da Educação como prioridade e garantiu a criação de projetos como o Bolsa Trabalho.

O Bolsa Trabalho funcionará de forma inteligente: se o aluno de ensino médio da rede estadual cumprir metas de desempenho, como freqüência escolar e aproveitamento mínimo, o Governo do Estado vai depositar para ele, a cada ano, uma bolsa vinculada a uma poupança, que ele só poderá tirar quando terminar o curso. O dinheiro do benefício poderá servir para a montagem de pequenos negócios ou investimento na continuação dos estudos.

Cássio também vai devolver a autonomia financeira da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB), conquista de seu governo e retirado na gestão do governador Ricardo Coutinho, que pleiteia a reeleição. O tucano ainda pretende expandir a Universidade para outras cidades, como criar novos campi em João Pessoa e em Cajazeiras.

O candidato a governador pela Coligação “A Vontade do Povo” também vai promover novos concursos para o magistério e fazer uma valorização na categoria através da revisão do Plano de Cargos, Carreira e Remuneração (PCCR) da Educação, criado em seu primeiro governo.

Combate às drogas

Diferentemente do atual governador, que nos últimos três anos e dez meses investiu menos R$ 125 mil no combate às drogas, o senador Cássio Cunha Lima garantiu que fará grandes investimentos para tentar diminuir os males causados pelo uso de entorpecentes no Estado. Para isso, Cássio vai criar centros de tratamentos e fazer parcerias com igrejas para o combate.

– Vamos criar centros de tratamentos de dependentes químicos para homens e para mulheres e vamos também fazer parcerias com as igrejas, porque sabemos que as igrejas católicas e evangélicas têm um papel importante. No seu governo, menos de R$ 125 mil em quatro anos nesse drama social que é a epidemia de drogas no nosso Estado – disse Cássio.