Fale Conosco

Ministério da Educação (MEC) voltou atrás da sua decisão de suspender por dois anos a avaliação do nível de alfabetização das crianças brasileiras, segundo publicação desta terça-feira, 26, no Diário Oficial da União(DOU). A decisão anterior havia sido publicada no DOU desta segunda-feira (25)pelo Instituto Nacional de Pesquisas Educacionais (Inep), órgão responsável pelos exames do Sistema de Avaliação da Educação Básica (Saeb).

A notícia da desistência de se avaliar a alfabetização teve um impacto negativo e pegou de surpresa até integrantes da pasta que trabalham na área de educação básica, segundo fontes ouvidas pela imprensa. De acordo com as informações, o próprio ministro Ricardo Vélez Rodríguez também não sabia da mudança.

Na noite de ontem, foi noticiado que a secretária de Educação Básica, Tânia Almeida, deixaria o Ministério da Educação (MEC). Mesmo sendo a responsável pela área, ela não tinha sido informada sobre a mudança na prova para crianças de 7 anos. Tânia e sua equipe mais próxima discordam da medida e deixavam isso claro nas discussões do grupo de trabalho sobre alfabetização no MEC.

Na semana passada, Iolene Lima, que era diretora de formação e muito próxima de Tânia, foi demitida oito dias depois da sua nomeação. Ela tinha sido anunciada pelo ministro Vélez como substituta para o cargo de secretário executivo, que agora está vaga. Exame.com