Fale Conosco

O “jeitinho brasileiro”, o hábito de se desviar das regras ou convenções de maneiras criativas e no limite da ilegalidade, também é usado na gestão econômica do Brasil, de acordo com o blog Beyond Brics, do jornal britânico Financial Times. Segundo a publicação, com o crescimento da economia ainda lento e os preços subindo mais rápido do que o esperado, o Brasil Central e Ministério da Fazenda estão se tornando profissionais no “jeitinho”, manobras que beiram a ilegalidade para garantir o sucesso das medidas.

Como o governo não pretende aumentar a taxa básica de juros (Selic), o ministro Guido Mantega está procurando outras maneiras para controlar a inflação. Uma delas, segundo o jornal, é a de que o ministro pediu ao prefeito de São Paulo, Fernando Haddad, para adiar os aumentos nas tarifas de ônibus da cidade por alguns meses para conter a inflação. 

Artigo fala em monetary 'jeitinho'Artigo fala em monetary ‘jeitinho’

O blog diz ainda que Mantega já é um especialista em dar um ‘jeitinho’ e ele passou os últimos dois anos brincando com os impostos do país, tentando gerenciar o crescimento e a moeda e que o ministro está usando maneiras “criativas” para cumprir as metas fiscais do país.

Essa não é a primeira vez que a política econômica nacional é criticada no blog. No começo de janeiro, o blog afirmou que os brasileiros patriotas deveriam “desviar o olhar” e não fazer comemorações prematuras porque o Brasil não é mais a 6ª maior economia do mundo.

Conforme a publicação, quando o Produto Interno Bruto (PIB) do Brasil superou pela primeira vez o do Reino Unido em 2011, o fato gerou muita celebração no país, sendo destacado pelo governo como “prova tanto das virtudes como de uma mudança monumental na balança de poder global“.

Segundo a publicação, nas previsões recentes do Fundo Monetário Internacional (FMI) e do Centro de Economia e Pesquisa em Negócios (Centre for Economics and Business Research – CEBR) o Reino Unido recuperou o seu lugar como a sexta maior economia do mundo e apesar de “manobras” do Brasil o país voltou para o sétimo lugar da lista. 

De acordo com o 'Financial Times', Mantega passou os últimos dois anos 'brincando' com os impostos do paísDe acordo com o ‘Financial Times’, Mantega passou os últimos dois anos ‘brincando’ com os impostos do país

O blog ressaltou ainda que embora o Brasil tenha crescido mais do que o Reino Unido em 2011, superando o país em apenas 1% naquele ano, a recente desvalorização do real tem tomado uma parte considerável de economia brasileira.

No final de dezembro, a publicação repreendeu o desempenho da economia brasileira em um conto de Natal. Na fábula, a presidente Dilma aparece como uma rena de nariz vermelho e o ministro Mantega como “Guido, o elfo vidente”. 

A presidente chegou a comentar o blog dizendo que “a rena de nariz vermelho é bem engraçadinha. Não se incomodem com isso”. Questionada sobre o desempenho mexicano, que poderia puxar a crescimento da América Latina, a presidente limitou-se a dizer: “Vai querendo!”.