Fale Conosco

O candidato do PSB ao Governo do Estado, João Azevêdo, participou de um debate sobre Educação com professores, estudantes e representantes de movimentos sociais de todo o Estado. O evento, que ocorreu no final da manhã desta quinta-feira (23), no Esporte Clube Cabo Branco, na Capital, contou também com a participação do ex-ministro Fernando Haddad (PT), candidato a vice-presidente na chapa de Lula (PT), do governador Ricardo Coutinho (PSB), e dos candidatos a senador da coligação A Força do Trabalho, Veneziano Vital do Rego (PSB) e Luiz Couto (PT).

João ouviu relatos de alunos e ex-alunos beneficiados por programas e ações implantados pelos governos Lula e Dilma (PT), e debateu propostas para a área de Educação que poderão ser implementadas pelos governos Federal e Estadual, a partir de 2019, em caso de vitórias de Lula na disputa nacional e dele na Paraíba.

O candidato do PSB ressaltou que há no inconsciente coletivo a ideia de que o investimento em Educação só rende frutos a longo prazo. Para ele, no entanto, as respostas positivas também são imediatas, e citou como exemplo o programa de robótica implantado pelo governador Ricardo Coutinho na Rede Municipal de Ensino à época em que foi prefeito da capital paraibana.

“Quando já no Governo do Estado realizamos a RoboCup – Copa do Mundo da Robótica Inteligente -, que reuniu representantes de 80 países no Centro de Convenções de João Pessoa, nós tínhamos só na olímpiada que antecede a RoboCup, mais de 180 times aqui do Estado. Eu achei que estava errado e fui verificar, pensei que não era possível, pois São Paulo tinha 200 e nós estávamos em segundo lugar. Constatei que todas as equipes eram de escolas municipais de João Pessoa, o que demonstra claramente uma resposta imediata”, destacou João, lembrando que uma escola do bairro Cruz das Armas acabou sendo campeã da competição e, posteriormente, representou o Brasil na China.

João enfatizou que os investimentos já realizados pela gestão do PSB no Governo do Estado também já renderam frutos, uma vez que no último Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), quase 1,8 mil estudantes da Rede Estadual de Ensino conseguiram ser aprovados. “Desse total, 67 passaram em primeiro lugar, sendo 12 deles em Medicina, um dos cursos mais concorridos em todo Brasil”, pontuou.

Investimentos

O ex-ministro Fernando Haddad recordou que recebeu do então presidente Lula a missão de implantar o maior programa de Educação da história do país. “Eu lembro que eu perguntei ao presidente qual era o limite dos investimentos. E ele me disse que não tinha limite e nós tínhamos naquele ano R$ 20 bilhões de orçamento no MEC – Ministério da Educação e Cultura – e nós deixamos o ministério com R$ 100 bilhões”, destacou.

Já o governador Ricardo Coutinho (PSB) ressaltou que não existe no mundo nenhum país que conseguiu se desenvolver e superar suas dificuldades sem investir em Educação. Ele alertou a Fernando Haddad que, em se confirmando a vitória de Lula nas eleições deste ano, o Governo Federal terá que apresentar um plano para a Educação que projete resultados a curto, médio e longo prazo.