Fale Conosco

Se o remédio que a política de Segurança Pública que o governador tem para combater a violência é o sobrevôo de helicóptero com policial apontando fuzil para a cabeça da população, pode mudar a estratégia. Não funciona.

As cenas de violência são onipresentes e o helicóptero da PM só consegue chegar em um caso por vez. E na maioria das vezes só para assistir. Poderia ao menos filmar e distribuir com a imprensa, para justificar tanta despesa por nada.

Enquanto em Campina bandidos incendiavam um ônibus após assaltar todo mundo lá dentro, em João Pessoa bandidos assaltavam de moto em Manaíra, o metro quadrado mais violento e caro do estado.

A lógica da utilização do helicóptero para impactar e criar a “sensação de segurança” é a mesma da ambulacioterapia, muito utilizada pelos prefeitos do interior para desviar a atenção do fato de o município não ter atendimento médico de qualidade, hospitais e maternidades.

Do mesmo jeito que o passeio de ambulância por si só não resolve, o sobrevôo do helicóptero da PM faz muita zoada e traz pouco resultado, pois a violência está no chão e os bandidos fogem antes de o helicóptero pousar.

Ao invés dos shows de giroflex das viaturas e da aeronave, a população quer resultados, polícia inteligente e ostensiva.