Fale Conosco

Cerca de 850 policiais militares e federais irão atuar diretamente na segurança do segundo turno da eleição em João Pessoa, que ocorre neste domingo (29). Somente na Segurança Pública do Estado, 700 policiais militares foram direcionados para garantir que a eleição para prefeito de João Pessoa ocorra com tranquilidade e segurança. A Polícia Federal também vai disponibilizar 150 agentes para atuar no dia da votação.

Além disso, a segurança do pleito ainda contará com uso de drones, policiamento nas ruas e presentes na sede do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-PB) e da Superintendência da Polícia Federal. Algumas áreas da cidade também terão atenção especial.

Serão 221 viaturas militares empregadas na operação, que não afetará a segurança nos bairros. A operação Voto Seguro II já começa nesta sexta-feira (27) com a presença de policiais nos locais de votação para receber as urnas eletrônicas que ficarão sob vigilância.

Além da guarda das urnas, a PF fará ainda o policiamento e rondas em todos os locais de votação. As ocorrências serão acompanhadas em tempo real no Centro de Decisões Estratégicas instalado na sede do Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba (TRE-PB).

“Como o segundo turno é só em João Pessoa, iremos concentrar esforços somente aqui em João Pessoa. De maneira que a gente vai colocar cerca 150 policiais trabalhando no domingo tanto na rua como também na própria base, que é a Superintendência, para que toda ocorrência que chegue a gente consiga dar vazão de imediato”, afirmou o delegado da Polícia Federal, Raone Aguiar.

Ainda de acordo com o delegado, a Polícia Federal tem a pretensão de usar novamente os drones, assim como foi feito no primeiro turno na Paraíba, para “que a gente possa observar movimentação atípica, estranha, seja de compra de voto, seja programa ilegal no dia da eleição”.