Fale Conosco

O fechamento temporário do Restaurante Popular de Bayeux continua repercutindo mal e o prefeito Expedito não parece nem de longe querer voltara atrás na trapalhada.

Segundo os próprios usuários, o local, que funciona desde julho de 2008, nunca passou tanto tempo com as portas fechadas para a população carente do município. No entanto, o Restaurante teve as atividades suspensas e só deve reabrir na segunda-feira (12).

A alegação para o fechamento temporário é a necessidade de manutenção de máquinas e equipamentos, fato que causa estranhamento aos usuários uma vez que todos têm conhecimento de outros períodos de realização do mesmo trabalho e afirmam nunca terem sido barrados por isso.

O Restaurante Popular tem a missão primordial de oferecer refeições de qualidade a preços acessíveis e foi construído em parceria com o Ministério de Desenvolvimento Social e Combate à Fome

“As informações que nos chegam e nós estamos apurando é que o fechamento também foi ocasionado por falta de funcionários já que o prefeito editou um decreto exonerando todos os contratados a partir de 31 de dezembro de 2014 deixando o funcionamento de vários órgãos prejudicado”, afirmou Leo Micena.

Segundo o líder político, também existem denúncias de que na Casa da Cidadania o mesmo problema estaria acontecendo e que, por falta de funcionários, vários serviços oferecidos pelo órgão estariam inviabilizados.

De acordo com Leo Micena, o município de Bayeux está vivendo um clima de instabilidade política e administrativa com vários serviços funcionando com precariedade, a exemplo do sistema de limpeza urbana.