ParaíbaPolítica

Eva Gouveia assumirá presidência do PSD com autonomia política plena

Uma reunião da direção estadual do PSD na próxima segunda-feira elegerá a ex-deputada estadual Eva Gouveia, viúva do ex-deputado federal Rômulo Gouveia, como nova presidente da legenda. O deputado estadual Manoel Ludgério garantiu que Eva terá toda liberdade para conduzir alianças, compor e expandir a legenda em toda a Paraíba, dando continuidade ao que era um sonho de Rômulo, que faleceu recentemente em Campina Grande, acometido por um infarto. Eva já reafirmou apoio ao pré-candidato a governador Lucélio Cartaxo, do PV, que disputa pelo campo das oposições ao governador Ricardo Coutinho e que foi presidente do diretório municipal do PSD em João Pessoa.

Eva, que já exerceu mandato de deputada estadual, ressaltou o apoio recebido do presidente nacional do partido, Gilberto Kassab, que, inclusive, esteve presente às exéquias de Rômulo na Paraíba, bem como de filiados ilustres como o senador Raimundo Lira e o deputado Manoel Ludgério. Este, após informar que o edital de convocação da nova eleição do diretório estadual do partido já está sendo formulado, disse que Rômulo continuará vivo, “por todos os seus gestos, de amizade, solidariedade e amor ao povo”. Disse mais: “Ele, através dos seus ensinamentos, continuará norteando os destinos do nosso PSD”.

Em Brasília, ontem, o suplente de deputado Marcondes Gadelha (PSC) foi investido na vaga de Rômulo e realçou a sua operosidade, bem como o seu talento político. O senador José Maranhão, pré-candidato a governador pelo MDB, fez questão de prestigiar a investidura de Marcondes, juntamente com o deputado federal Benjamin Maranhão. No PSC, a preferência de filiados e expoentes é pela composição com o senador Maranhão, que, segundo versões, já teria garantido um espaço na chapa majoritária, devendo ser indicado o vice-prefeito de João Pessoa, Manoel Júnior, para concorrer ao Senado. Ao comentar o apoio do PSD a Lucélio Cartaxo, irmão gêmeo do prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo, Eva Gouveia disse tratar-se “de um companheiro amigo, que ao lado de Rômulo visitou todas as regiões do Estado”. A ex-deputada salientou, ainda, o compromisso de manutenção do legado deixado por Rômulo, que começou sua trajetória como líder comunitário, foi vereador em Campina Grande, deputado estadual, vice-governador e deputado federal. “A história de Rômulo não acabará. Vamos lutar pelo que ele acreditava”, concluiu. Fonte: Os Guedes.

Tags: Tags: