Fale Conosco

Há, como em nenhum outro início de governo houve, um desencontro entre o que os auxiliares dizem a imprensa e o que o governador tuita com interlocutores que o abordam no microblog

Exemplo disso foi o conflito de informações oficiais para uma pergunta básica: quando começa o pagamento da folha?

Pagar salário em dia não é mérito de gestor em lugar nenhum do mundo, mas obrigação básica.

O secretário de Administração, Gilberto Carneiro, um baiano lá de Jacobina, concedeu entrevista informando que pagaria dentro do mês trabalhado, como de práxis.

Pela obviedade ululante a noticia ocupou pouco espaço até no noticiário simpático aos girassóis, mas eis que o próprio Ricardo Coutinho no conforto da Granja Santana troca informações de 144 caracteres com um followier do twitter e aproveita para comunicar a toda Paraíba que a folha vai atrasar.

Ele disse que pagará até o quinto dia do mês seguinte e não até o último dia dentro do mês trabalhado como fazia o antecessor José Maranhão.

Entretanto, o mais patético ruído da comunicação desta gestão aconteceu hoje quando Ricardo Coutinho desmentiu um release da Secom acerca da reforma da rodoviária.

Esqueçam emissoras de rádio, TVs, jornais impressos, revistas, site e blogs quando quiserem uma informação oficial.

Lembre-se que nesta gestão a palavra de nenhum secretário tem valor. Só a do governador e via twitter.