Fale Conosco

Durante realização de audiência de custódia, a empresária que foi presa na manhã desta quinta-feira (9), por suspeita de golpes acima dos R$ 100 mil, foi liberada após o pagamento de 10 salários mínimos e outras medidas cautelares, como proibição de saída da cidade e comparecimento aos atos do processo quando for convocada.

Entenda

A empresária, proprietária de empresas instaladas em dois shoppings da Capital e também de um food truck no Parque Cabo Branco, foi presa em um apartamento de luxo no bairro Cabo Branco, em João Pessoa.

De acordo com o delegado Lucas Sá, da Delegacia de Defraudações e Falsificações, a suspeita contratou serviços para fabricação de quiosques com cheques sem fundos, com valores de aproximadamente R$ 30 mil. As investigações mostraram que a empresária também teria locado flats de luxo e negociado produtos importados dos Estados Unidos de forma fraudulenta, apropriando-se indevidamente dos valores pagos.

“Ela chegou a simular depósitos bancários e a orientar as vítimas a conferir suas contas, informando que havia feito depósitos correspondentes à devolução dos apropriados. Mas tudo não passou de mais um artifício executado pela investigada para ganhar tempo e continuar a praticar condutas criminosas”, informou Lucas Sá.

Fonte:Wscom