Fale Conosco

 

De uma hora para outra a Paraíba ficou sabendo que existem listas para tudo nos bastidores da política e constar em uma delas pode valer até 300 mil reais ou um baita prejuízo.

Em algumas listas nós jornalistas estamos, mas para sermos excluídos, como aquela formatada pelo secretário de Comunicação Luís Torres, que já circula pelas redações e que fez de Marconi Ferreira a primeira vítima da intolerância do governo RC I e II ao contraponto.

A lista dos 20 deputados que suspostamente apoiam Adriano Galdino na disputa pela presidência da Assembleia já foi totalizada em 6 milhões de reais, considerando a tabela divulgada pelo governador, que disse que um deputado custa 300 mil e aí com tantos zeros a lista passa a ser um livro de ouro.

Há listas dos pedidos de cargos, como a que circulou esta semana na mídia com os supostos indicados do senador Zé Maranhão para cargos na gestão estadual.

O Jornal Contraponto, de João Manoel de Carvalho, trouxe a lista dos ex-amigos que RC teria enterrado politicamente e que os novos cristãos que o cercam chamam de “cova coletiva”, numa referência ao extinto Coletivo RC.

Há também a lista de presentes para quem vai àquele casamento milionário, que só o vestido da noiva custou 30 mil reais, mas que depois que denunciamos aqui o noivo bacana decidiu mascarar o evento como de padrão normal.

E, finalmente, também existe aquela lista que todo mundo acaba entrando. Falo do amigo secreto, seja no trabalho ou em casa, para ser revelada em torno de uma árvore numa véspera de natal.

E você, foi incluído em alguma lista?