Fale Conosco

A VII Conferência Municipal de Saúde e a I Conferência Municipal de Vigilância em Saúde, foram encerradas nesta quarta-feira, (09/08), com avaliação positiva, segundo os participantes. A Secretaria de Saúde de Patos, o Conselho Municipal de Saúde, representantes do Estado, associações comunitárias, agentes de saúde e usuários do SUS puderam discutir, opinar e participar da elaboração de sugestões para o Plano Municipal de Saúde que orientará os serviços de saúde de Patos no período de 2018 a 2021.

A conferência que foi realizada no Centro de Treinamento de Lideranças da Paróquia do Santo Antônio. Bastante prestigiada, contou com uma participação efetiva dos profissionais de saúde que escolheram os delegados para a Convenção Estadual que acontecerá no mês de outubro na capital do estado, João Pessoa.

O presidente do Conselho Municipal de Saúde de Patos, Claudemir Bento, fez um balanço muito positivo das duas conferências, considerando os inúmeros projetos e propostas que foram aprovados por unanimidade, principalmente com a participação do usuário do SUS. “Julgo muito satisfatório quando a gestão se dispõe a buscar a população, a comunidade, o controle social pra participar da política pública do município”, disse.

Representando a 6ª Regional de Saúde do Estado, Marivalda Xavier, classificou como um momento único considerando uma participação efetiva do público nas propostas e discussões e parabenizou a Secretaria de Saúde, o Conselho Municipal de Saúde e os participantes e projetou um resultado extraordinário nestas conferências.

O Relator Geral da Conferência, Paulinho Lacerda, comemorou a organização do evento e a estrutura oferecida pelo município que facilitou o acesso a todos os segmentos para uma maior participação da sociedade em busca de melhorias na saúde do município.

Para o Secretário Adjunto da Saúde, Wendel Palmeira, o balanço das atividades foi positivo e falou, emocionado, do sucesso do evento que atingiu seus objetivos. Com o Plano de Saúde que será elaborado pelo município, toda a sociedade sairá ganhando e a redução no nível de doenças no município ficará dentro do quadro desejável. Na oportunidade, foram escolhidos os delegados com muita democracia e livres de influências externas.

 

 

Fonte: Ascom