Notícias

Cesta básica sobe 1,10% em João Pessoa e os legumes foram os vilões dos preços altos

Os legumes foram os grandes vilões na mesa dos consumidores pessoenses no mês de novembro. Segundo estudos do Instituto de Desenvolvimento Municipal e Estadual (Ideme) eles tiveram um aumento de 9,60% e contribuíram para uma alta de 1,10% na cesta básica em João Pessoa.

O acumulado de aumento no ano ficou em 3,84% e nos últimos doze meses de 5,44%. Essa alta também foi impulsionada pelo aumento de preços médios do feijão (3,80%), das raízes (3,46%) e das carnes (2,37%).

Dentre os alimentos que também compõem a cesta básica, apresentaram elevação de preços, no mês de novembro, o leite pasteurizado (0,37%) e o café moído (0,29%). Enquanto que a farinha de mandioca, o arroz, as frutas, a margarina, o óleo de soja e o açúcar sofreram quedas de preços médios, com variações que vão de 8,35% a 0,43%. O preço médio do pão francês permaneceu estável.

Com isso, o custo total da cesta – referente à alimentação individual – na capital paraibana foi de R$ 273,07, aproximadamente 37,71% do salário mínimo, de acordo com o Ideme. Um trabalhador que nesse período ganhou um salário mínimo de R$ 724,00, precisou trabalhar o equivalente a 83 horas para adquirir sua alimentação individual. Já em uma família composta por quatro pessoas teria sido necessário dispor de R$ 1.092,28 para adquirir a alimentação básica.

BG