Fale Conosco

Os reiterados ataques do presidente Jair Bolsonaro às políticas de proteção ambiental estimularam fazendeiros da região amazônica a promoverem no último fim de semana um “dia do fogo”, ao longo da BR – 163, no Pará. Várias cidades foram cobertas por densas nuvens de fumaça.

A explicação estapafúrdia foi a seguinte: “precisamos mostrar para o presidente que queremos trabalhar e único jeito é derrubando. E para formar e limpar nossas pastagens, é com fogo”, afirmou um dos organizadores da manifestação.

Dados do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) mostraram que, no sábado (10), a principal cidade da região, Novo Progresso, teve 124 registros de focos de incêndio, aumento em 300% em relação ao dia anterior. No domingo, foram 203 casos. Outra cidade bastante atingida foi Altamira, com 194 casos no sábado e e 237 no dia seguinte.

Segundo reportagem da Folha de S.Paulo, o Ministério Público Estadual investiga o caso.

Da redação com Brasil de Fato