Fale Conosco

 

 Agora com o governador Ricardo Coutinho assumindo escancaradamente que o deputado Adriano Galdino é o seu candidato a presidente da Assembleia, resta-nos aguardar uma definição por parte do atual presidente, Ricardo Marcelo, se será ou não candidato a reeleição.

Estabelecido o confronto Governo x Oposição, e mais claro impossível, é importante questionar a quem favoreceria essa hegemonia, caso Adriano logre êxito.

Ricardo Coutinho tem pela frente, garantidos, quatro anos de mandato como governador e mais oito anos como senador.

Mandar em todos os poderes é o seu desejo, pois de posse dessa supremacia fará absolutamente tudo que quiser sem uma voz ousar questioná-lo e se ousar não terá forças para somar esforços.

Esse é o grande dilema que o início de legislatura coloca para os 36 deputados. Manter a independência da Assembleia ou entregar 36 cheques assinados em branco ao governador?

A eleição de Adriano Galdino defende a subserviência, o agachamento, o enfraquecimento. Ele quer que a Assembleia seja uma mera sucursal do Palácio da Redenção e ele o síndico.

Aguarda-se uma decisão de Ricardo Marcelo(foto) para inviabilizar essa jogada perigosa do governador.