Notícias

Achando que somos o povo mais besta do mundo, Cássio quer nos convencer que sua ficha sobre gestão RC só caiu agora

Campina Grande gosta de um superlativo e tudo que dela brota tem que ser grande. Assim, o São João deixou de ser uma festa tradicional para virar O Maior São João do Mundo e por aí outras definições no aumentativo surgiram.

Cássio, por exemplo, é o político em que a ficha mais demora pra cair no mundo.

                                     

Elegeu o governador Ricardo Coutinho, compartilhou o governo, mandou seu partido oferecer sustentação, usufruiu, surfou na máquina, colheu o bônus durante três anos e um mês, mas só ontem descobriu que a gestão tem graves problemas nas áreas de segurança e Saúde. Sobre o resto ele deve continuar sem saber, pois sua ficha vai caindo lentamnete e, talvez sobre os escândalos, que não são poucos, a ficha nunca caia.

Será que Cássio não sabia que os cadáveres de carne e osso se amontoam no IML desde o primeiro mês de gestão?

Será que Cássio não sabia que na fila da morte dos Hospitais de Trauma de João Pessoa e Campina Grande perfilam milhares de paraibanos dentro desses matadouros públicos administrados pela Cruz Vermelha?

Em que país Cássio andava enquanto os paraibanos eram vítimas da violência gerada pela inércia da política de Segurança do governo que ele faz parte?

Em que viagem lunar ele se meteu quando os mais de 30 mil servidores foram chutados pra fora e muitos até não aguentaram a humilhação e morreram?

A malandragem política tem que ter um limite e Cássio não pode aparecer agora com uma cara de Alice que achava que viviam numa Paraíba das maravilhas e foi andar por aí e descobriu que a gestão é uma desgraça.

Agindo como se fosse o político mais ingênuo do mundo, cuja ficha demorou três anos e um mês pra cair, Cássio deve tá achando que o paraibano é o povo mais besta do mundo.