Fale Conosco

O governador João Azevêdo, ao lado de mais 13 governadores brasileiros, divulgaram nota na manhã desta segunda-feira (16) onde defendem o Supremo Tribunal Federal (STF) dos recorrentes ataques à instituição proferidos pelo presidente Jair Bolsonaro e seus aliados.

O documento não cita diretamente o chefe do Executivo nacional, entretanto, manifesta solidariedade “ao STF, aos seus ministros e às suas famílias, em face de constantes ameaças e agressões”. No último sábado (14), Bolsonaro anunciou em suas redes sociais que iria pedir o impeachment dos ministros Alexandre de Moraes e Luís Roberto Barroso, presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

“O Estado Democrático de Direito só existe com Judiciário independente, livre para decidir de acordo com a Constituição e com as leis”, diz uma parte do texto, no qual ainda é defendido pelos gestores o “chamamento à serenidade e à paz que a nossa nação tanto necessita”.

Também assinam a nota, além de João Azevêdo, os governadores Renan Filho (Alagoas), Waldez Goés (Amapá), Rui Costa (Bahia), Camilo Santana (Ceará), Ibaneis Rocha (Distrito Federal), Renato Casagrande (Espírito Santo), Flávio Dino (Maranhão), Paulo Câmara (Pernambuco), Wellington Dias (Piauí), Fátima Bezerra (Rio Grande do Norte), Eduardo Leite (Rio Grande do Sul), João Doria (São Paulo) e Belivaldo Chagas (Sergipe).