Notícias

A volta dos que não foram: vereador Lafite comandará o PSC em Campina

Na volta dos que não foram, o vereador Hércules Lafite, que atualmente exerce o primeiro mandato na Câmara Municipal de Campina Grande, que chegou a assinar a ficha de filiação como um dos fundadores na cidade do Partido Republicano da Ordem Social (PROS), mas, após algumas hesitações, voltou atrás e permanecerá na legenda que o elegeu, o PSC.

No acordo da volta, o atual presidente municipal do PSC, o secretário municipal de agricultura e deputado licenciado Guilherme Almeida, concederá o comando da sigla a Lafite em dezembro quando mesmo deixará secretaria para tentar concorrer a sua reeleição a Assembleia Legislativa.

Assim sendo, o PSC continuará com dois vereadores na Casa de Félix Araújo, onde já conta com o decano Orlandino Farias. Hércules Lafite acaba figurando como a primeira baixa oficial do PROS, que, no entanto, já havia enfrentado outros recuos, mas antes da assinatura das fichas, caso do presidente da Câmara Municipal, Nelson Gomes Filho (que ficou no PRP), além de Vaninho Aragão (DEM) e Sargento Régis (PMN).

O PROS, ainda assim, mantém-se como a maior bancada da Câmara Municipal de Campina Grande, com quatro vereadores: Alexandre do Sindicato (presidente do diretório), Pimentel Filho (líder da bancada), Ivam Batista e Cícero Buchada.