Fale Conosco

A única candidatura a prefeito de Campina Grande ainda não homologada pela Justiça Eleitoral é a de Artur Bolinha (PSL), que está a espera de um milagre por causa da pendência de sua vice, a médica Annelise Meneguesso. O promotor eleitoral da 16ª Zona, Otoni Lima de Oliveira, se posicionou pela impugnação da candidatura de Annelise, sob a alegação de desrespeito ao período de desincompatibilização fixado pela legislação.

No parecer do Ministério Público consta que a a candidata a vice “juntou cópia do requerimento de exoneração do cargo que ocupava. No entanto, há prova nos autos de que continuou comparecendo à sede do hospital público em que prestava serviços e praticando atos inerentes ao cargo de médica, procedendo com atendimentos e consultas entre os dias 12 de agosto e 2 de setembro”. Ou seja, “houve a formalização do pedido de afastamento, mas não ocorreu a desincompatibilização de fato”.