Fale Conosco

O vereador Marcos Vinicius (PSDB) classificou como constrangedora a ida do
secretário de Ciência e Tecnologia da Prefeitura de João Pessoa, Marconi
Maia, a Câmara Municipal, para tentar explicar o não funcionamento do
programa Jampa Digital. O programa foi alvo de denuncia do programa
Fantástico da rede Globo no último domingo por que dois anos depois de
lançado ainda não funciona e também há indícios de superfaturamento.

Segundo parlamentar, o secretário foi escalado para defender o indefensável
e acabou complicando mais a situação da Prefeitura ao admitir que as
câmeras de monitoramento que foram compradas por um valor três vezes acima
do de mercado, ainda não foram instaladas.

“Este projeto é uma verdadeira farsa virtual, nunca funcionou, há indícios
de superfaturamento e não se sabe onde foram parar os milhões que foram
investidos”, declarou.

Para o vereador, quem deveria ter ido a Câmara dar explicações era o hoje
procurador do Estado, Gilberto Carneiro, que na época da concepção do
projeto era o secretário de Administração da Prefeitura e foi quem assinou
o contrato e a ex-secretária de Planejamento, Estelizabel Bezerra, que
também esteve envolvido no projeto.

“O ex-prefeito e atual governador Ricardo Coutinho também deve explicações
a sociedade, até por que prometeu na campanha levar esse projeto para toda
Paraíba. Como? Se nem em João Pessoa ele foi capaz de fazer. João Pessoa
foi enganada através de uma mídia forte do governo que dizia ter pontos
digitais em toda cidade”, concluiu.