Fale Conosco

O senador Veneziano Vital do Rêgo (PSB) comentou o voto negativo dado ontem (3) durante votação, no Senado Federal, da medida provisória que busca coibir fraudes nos benefícios do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). De acordo com o parlamentar, o texto da medida provisória em questão não engloba os “verdadeiros sonegadores” e donos dos principais rombos do INSS.

“Lá [na medida provisória], você não encontra os responsáveis pelo rombo de mais de R$ 400 bilhões na Previdência (os conglomerados de comunicação, os bancos privados e os empresários que deixam de cumprir suas obrigações)”, explicou.

Veneziano contou também que os senadores não tiveram tempo de modificar o texto. “Tivemos cerca de quatro horas para analisar a matéria e simplesmente já tivemos que votar. Existem pontos extremamente prejudiciais àqueles que menos têm capacidade de suportar sacrifícios e o fato de não termos podido aperfeiçoar o texto já foi o suficiente para o meu não”, concluiu.

Da redação