Fale Conosco

A Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Arlinda Marques vai ser interditada a partir deste sábado (10). A decisão foi tomada pelo Conselho Regional de Medicina da Paraíba (CRM-PB) fiscalização da equipe ao local.

Na última quarta (7), o CRM-PB deu um prazo de 48 horas para que a Secretaria de Saúde Estadual providenciasse segurança armada no hospital, após ameaças do pai de uma criança internada contra a equipe de profissionais do hospital e pacientes da UTI pediátrica.

João Alberto Pessoa, diretor de Fiscalização do CRM-PB, informou que na próxima quarta-feira (14), a equipe de fiscalização do CRM-PB irá retornar ao hospital para verificar se foi providenciada a segurança do hospital. Caso contrário, o Conselho poderá interditar eticamente também o Pronto Atendimento do hospital.

Os pacientes que ainda estiverem internados continuam recebendo assistência médica, mas não há novas internações na unidade.

Da redação