Fale Conosco

Diz o ditado que para o bom entendedor poucas palavras bastam, mas na vida de um blogueiro as coisas acontecem de uma maneira diferente e somos escravos dos seguidores, sempre ávidos por novas postagens e novidades, sejam elas uma boa ou uma má notícia. Dependendo de qual ponto de vista agradou ou desagradou.

Quem me acompanha sabe que nas últimas semanas diminui o ritmo da atualização e muitos logo me ligam ou mandam mensagens cobrando agilidade. Confesso, não sou de ferro e vez por outra fico com banzo e paro de escrever.

Não que as coisas parem de acontecer, muito pelo contrário, elas estão acontecendo mais do que nunca e numa velocidade estonteante, mas sou eu quem diminuiu o ritmo para cuidar da vida pessoal e, apesar de não precisar lhe dá satisfação, peço-lhes desculpas pela lentidão.

A força desse blog é muito grande e esse canal é acompanhado por mais de 50 mil acessos diários e isto, tenham certeza, é motivo de grande orgulho, dedicação e obrigação no acompanhamento dos fatos da política paraibana e, cá prá nós, mais complexa e picante do que nunca.

Há boatos para todos os gostos, ilações aqui e ali, mas tudo ainda se peneirando para a reta final das convenções até a última volta do ponteiro no vindouro mês de junho.

Não há como dissociar 2012 de 2014, estão interligados por fio invisível. Não há personagem importante de nossa política que não esteja movimentando pedras agora de olho lá na frente.

Estava mergulhado meditando e analisando o jogo, mas agora emergi. A vida de quem lida com informação é mesmo assim: um dia submarino noutro porta-aviões, mas sempre do lado certo.

Botar pressão é uma coisa, extorquir é outra. O jornalista não pode fugir de sua missão.

No máximo, mergulhar.