Fale Conosco

O Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba (TRE) iniciou o ano colocando em prática o rezoneamento com a extinção de nove e transferência cinco das 77 zonas eleitorais existentes no Estado. Por meio de editais, que vem sendo publicados no Diário Eletrônico da Justiça Eleitoral, juízes e chefes de cartórios comunicam aos eleitores e aos dirigentes de partidos políticos as mudanças que haverá nos municípios, atingidos com as alterações, que atingirão 500 mil eleitores.

A operacionalização começará a ser realizada a partir de agora, conforme anunciou a presidente do TRE-PB, Maria das Graças Morais Guedes, de forma gradativa e sem causar prejuízos aos eleitores neste ano eleitoral, já que os cartórios que a abrigavam algumas zonas serão transformados em postos de atendimentos.

O rezoneamento é uma determinação do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), por meio da resolução 23.520/2017, que visa reduzir gastos e otimizar os serviços da Justiça Eleitoral. Na Paraíba foi disciplinado por meio da resolução 14/2017, aprovada em agosto do ano passado pela Corte Eleitoral, após os estudos realizados por uma comissão especial que tratou do assunto, presidida pelo diretor-geral do TRE, André Soares Cavalcanti, que trabalhou no sentido de amenizar os impactos da resolução, que previa inicialmente a redução de 49 das 77 zonas eleitorais da Paraíba.

André Soares Cavalcanti, explicou que apesar de atingir 500 mil eleitores, o rezoneamento não trará prejuízos e não vai alterar o processo de votação nos municípios afetados. “Os locais de votação não vão mudar, o que pode acontecer são os números das seções mudarem já que as zonas foram extintas ou realocadas, por questões técnicas. Mas isso não será de imediato porque a mudança é muito mais administrativa do que prática. A nossa intenção é que aconteça tudo como ocorreu nas últimas eleições” explicou.

Correm o risco de serem extintas as zonas eleitorais dos municípios de Alagoa Grande, Alagoa Nova, Alagoinha, Araruna, Aroeiras, Bananeiras, Belém, Bonito de Santa Fé, Brejos dos Santos, Cabaceiras, Caiçara, Coremas, Cruz do Espírito Santo, Esperança, Gurinhém, Ingá, Jacaraú, Juazeirinho, Malta, Pedras de Fogo, Pilões, Pirpirituba, Pocinhos, Rio Tinto, Remígio, São Bento, São João do Cariri, São José de Piranhas, Serra Branca, Serraria, Solânea, Teixeira e Uiraúna.

Fonte:  Assessoria