Fale Conosco

O Tribunal Regional da Paraíba (TRE-PB) julgou recurso proposto pela defesa do prefeito de Dona Inês, João Idalino (PDS), e decidiu absolver o gestor de Ação de Investigação Judicial Eleitoral que apurava abuso do poder político, supostamente praticado nas últimas eleições municipais.

Segundo a defesa do prefeito, “a oposição, após ser derrotada nas urnas, tentou criar fatos para encher a Justiça Eleitoral de processos, mas no final o TRE entendeu por absolver João Idalino e seu vice”, disse o advogado Marcos Souto Maior Filho.

Os autores da ação pedia a cassação dos mandatos do prefeito e do vice, mas a Justiça Eleitoral não viu provas de prática de ilegalidade praticada na época em que ambos eram candidatos.

Ainda de acordo com Marcos Souto Maior Filho, a decisão é definitiva, já que esgotou a última instância.

O relator do processo foi o Juiz Eleitoral, Breno Wanderley Cesar, que entendeu não restar comprovada a participação de João Idalino e seu vice Demétrio Ferreira na contratação de utensílios com fins eleitorais.