Notícias

TOCHA HUMANA: Waldson Souza e Ricardo Barbosa, os forasteiros e seus rabos de palha inflamáveis

Tem gente que jura que o povo vai entender um forasteiro invadindo uma base sem conhecer absolutamente nada sobre as pessoas e o lugar e, num passe de mágica, tipo pó de perlimpimpim, dominar o reduto e se eleger prefeito.

Teria que comprar todos os votos a peso de ouro e a eleição sairia muito cara e arriscada. Mas, o ex-secretário de Saúde do Estado, aquele que responde mais de oitenta processos, e que é secretário de Articulação e Dsenvolvimento Municipal, Waldson Souza, avisa que vai se aventurar na política e disputar a prefeitura do Conde contra filhos legítimos.

De carona na onda, o deputado Ricardo Barbosa avisa que disputará a prefeitura de Cabedelo. O argumento dos dois é o mesmo de qualquer invasor quando quer que o a aldeia baixe a cerviz: fazer o que os lideres da terra na fizeram.

Waldson, por exemplo, foi um péssimo gestor na Saúde e responde questionamentos no TCE. Como pode alguém que não deu certo para administrar uma secretaria achar que pode ser um bom prefeito? E Ricardo Barbosa que foi acusado por Aracilba por cobrança de comissão quando secretário de RC? São esses os bons exemplos de gestores que ambos querem oferecer?

Ricardo Barbosa não tem, assim como Waldson, nenhuma identidade com Cabedelo e talvez não saiba nem o nome das principais ruas, mas se acha no direito de desbancar as lideranças locais, meio que duvidando da sabedoria do cabedelense para escolher seu próprio destino.

Na verdade, ponderem, ambos apenas dividirão as oposições em cada município e isso, claro favorece, o prefeito Leto e a prefeita Tatiana.

São forasteiros, aventureiros, querendo bancar uma de bobos da corte. Quem tem rabo de palha não toca fogo no paiol.