Fale Conosco

A crítica tem que ter lógica, fundamento e quem critica tem que ter a lucidez de não cair no criticar por criticar, caso contrário o efeito é colateral.

João Azevedo, por exemplo, tem sido injusto e até mesmo leviano quando critica a gestão do prefeito Cartaxo.

Ignorar a importância do conjunto de ações da gestão do prefeito e até ironizar dizendo que não há planejamento é brincar com a opinião pública.

O viaduto sobre a BR 230 é um exemplo disso e faz parte de um conjunto de ações de mobilidade que pavimentou e sinalizou ruas para facilitar o escoamento de trânsito praia-centro-centro-praia, criando novos corredores.

Se o governador Ricardo Coutinho depositou todas as suas fichas no viaduto de Mangabeira e naquele viaduto do Geisel, Cartaxo preferiu pulverizar sua estratégia e otimizar um pouco em cada lugar da cidade e aí podemos apontar ações de mobilidade no entorno da Praça da Indepéndência, Bairros dos Estados, Torre e em Tambauzinho.

João não pode querer entrar na política pela porta de trás e com os mesmos vícios de outros. Se quer se apresentar como o novo que comece tendo personalidade e pare de ficar repetindo o que lhe mandam.

Terá que escolher entre ser um boneco ou gente.