Fale Conosco

Os governos socialistas massacram com os servidores públicos de forma unida.

No estado, por exemplo, o governo manda punir policiais que participaram do movimento da chamada PEC-300. Depois, o próprio governador vai à imprensa e diz que não está sabendo dessas punições.

Ainda no estado, na área de saúde, o governo, por intermédio do secretário da pasta, diz que não vai dar aumento aos médicos grevistas.

No município, o prefeito Luciano Agra comemora a decretação de ilegalidade da greve dos médicos.

Na educação do município, a secretária Ariane Sá confirmou que a Prefeitura está entrando na justiça pedindo a ilegalidade da greve, “pois a gestão considera que assim como o atendimento à saúde, a educação é um serviço essencial para a população”.

E de decisão judicial em decisão judicial, os governos comandados pelo ex-sindicalista Ricardo Coutinho vai tirando do servidor público o sagrado direito de reivindicar melhorias para suas categorias.

São os novos tempos socialistas.