Fale Conosco

Outro dia escrevi aqui um artigo que falava sobre a possibilidade de simbiose entre Cássio e Maranhão e os desdobramentos dessa coalizão.

Especulação que começou com a tentativa de aproximação entre Ricardo e Maranhão, articulada por Nonato Bandeira e com participação de alguns deputados peemedebistas e de uma pessoa muito próxima do ex-governador, íntima mesmo, foi a forma que alguns maranhistas históricos encontraram para afastar a aliança suicida com RC e atrair Maranhão para um terreno comum com Cássio, que é o da oposição seja agora ou daqui a alguns meses.

Cássio e Maranhão hoje parecem que se aproximam por gravidade e observem que ambos estão sem mandato e querendo assumir alguma coisa que não se concretiza.

Acho cedo, mas uma fonte do portal WSCOM garante que o encontro entre eles já aconteceu e foi conduzido pela esposa de Cícero, Lauremília Lucena.

Atropelando todo mundo vem aí o episódio Cuiá desembocando em capítulos no TRE, e coisas muitos graves podem deixar a Paraíba de boca aberta e mudar toda a conjuntura.

Anotem: não restará pedra sobre pedra e já tem gente subindo no muro.

Que Maranhão e Cássio se aproximem e que dessa união nasça o verdadeiro pacto pela Paraíba, quem sabe até com dobradinhas imediatas PMDB/PSDB em João Pessoa, Campina e outras cidades.

De longe, mas de luneta potentíssima, Ricardo Coutinho e Wilson Santiago acompanham atentamente.

Onde há fumaça há fogo e RC tem colecionado desafetos demais.

A pergunta é: se RC for cassado Maranhão assume ou haverá nova eleição?