Fale Conosco

EXCLUSIVO – O deputado estadual Aníbal Marcolino já ia entrar com uma Ação Popular para afastar o superintendente da Cagepa do órgão por improbidade por ele ter infringido uma lei estadual que determina que secretários de estado devem atender convocações do Poder Legislativo sob pena de perda do cargo, quando Deusdet Filho sentiu o cheiro do perigo e confirmou para esta quinta feira próxima sua participação em uma Audiência Pública conjunta da Câmara com a Assembléia.

Aníbal já estava meio infezado, pois tinha convocado o secretário formalmente por duas vezes e ele fingia que não era com ele. Como Desudet já foi deputado e inclusive presidente da Assembléia o desdém era ainda mais grave, pois não se tratava de uma pessoa que desconhecesse as prerrogativas do Legislativo.

A sessão conjunta começará a 11 horas e não terá hora para terminar.

Acho normal se o superintendente aparecer pela AL meio grogue de tanto Lexotam, pois só o fato de ter que enfrentar 15 deputados da oposição e o público da galeria para explicar um aumento de quase 17% na tarifa de água, deixaria qualquer um hipertenso.

Afora isso, Aníbal se prepara para inquiri-lo sobre a propalada quebradeira da estatal, supersalários, a exemplo do que recebe um dos diretores, e a péssima qualidade da água vendida pela Cagepa hoje aos paraibanos.

Se Desudet não tivesse atendido essa segunda convocação do deputado Aníbal seria o segundo sousense degolado na gestão RC e iria fazer companhia ao ex-secretário de Administração Penitenciária, Antônio Formiga, demitido sem aviso prévio.

Vai ser uma semana de muitas emoções e temperatura máxima. Na terça tem o secretário de Segurança, Cláudio Lima, e na quinta o superintendente da Cagepa.

O governo RC ta na berlinda.