Fale Conosco

O secretário de Estado da Saúde, Geraldo Medeiros, afirmou em entrevista recente que não há risco da vacinação contra a Covid-19 ser interrompida na Paraíba por falta de doses, a exemplo do que está acontecendo em algumas cidades brasileiras, como Salvador, Rio de Janeiro e Cuiabá.

Segundo Geraldo Medeiros, o planejamento da imunização no Estado foi feito de forma adequada, por essa razão a vacina não deve faltar para os públicos-alvo de cada remessa. ”Esses lugares onde a vacina está acabando, provavelmente estavam vacinando a mais do que o público-alvo”, presumiu o secretário.

”Aqui na Paraíba nós fazemos o planejamento de acordo com a quantidade de vacinas, quando a remessa já está em solo paraibano, e só iniciamos quando tem o quantitativo para as duas doses”, explicou Geraldo.

Conforme informações do secretário, a aplicação da segunda dose em todos os paraibanos que receberam a primeira dose do imunizante está garantida, pois as ampolas de reforço foram guardadas pela gestão estadual.

A expectativa é que mais 92 mil doses da vacina CoronaVac desembarquem em território paraibano na próxima semana. De acordo com Geraldo Medeiros, nesta etapa serão imunizado idosos de 80 a 89 anos.