Fale Conosco

A Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP), através da Secretaria Municipal de Habitação Social (Semhab), apresentou, nesta terça-feira (14), o Plano de Diretrizes de Reposição de Moradias e Reinstalação de Atividades Econômicas do Município, durante evento no Auditório da Estação Cabo Branco – Ciência, Cultura e Artes, juntamente a consultores do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID).

“Essa parte habitacional, ela vai colocar todas as diretrizes de habitação voltadas para o Complexo Beira-Rio. São aproximadamente 11 comunidades que serão beneficiadas com água, esgoto e equipamentos públicos. Hoje, serão colocadas para a sociedade as diretrizes da elaboração desse projeto. Já houve levantamento em toda a cidade, em todos os bairros, lá dentro do Complexo Beira-Rio, com o apoio da comunidade e, neste momento, vamos começar a elaborar o projeto que vai beneficiar a comunidade. Vai ser feita uma consulta à sociedade, depois dessa consulta, vai ter a assinatura do contrato que será mais ou menos em junho”, comentou Socorro Gadelha, secretária de Habitação.

Segundo o secretário de Comunicação, Josival Pereira, o projeto visa preparar João Pessoa para o futuro em um crescimento urbano pautado pela sustentabilidade. O convênio, que prevê investimentos em infraestrutura, mobilidade, habitação e outras áreas, deve injetar $ 100 milhões de dólares na cidade nos próximos anos.

“Esse projeto como um todo, chama-se João Pessoa sustentável, é o projeto mais importante neste momento em andamento na gestão municipal. Não se trata de obra, de uma obra em específico, porque a obra é mais visível, mas se trata de um projeto. O levantamento está sendo feito na cidade como um todo e, a partir daí, traçar diretrizes para a cidade crescer de maneira sustentável. São oito capitais brasileiras que tem esse convênio com o BID e as pessoas não vão perceber ainda agora, mas daqui a pouco no futuro”, comemorou.

Fonte:Wscom