Fale Conosco

Quantas carretas de cerveja foram consumidas no Murão e outros bares da vida por autorização e empenho disfarçado da secretaria de Interiorização, na época em que Romero Rodrigues era o ordenador de despesas?

Quantas raparigas receberam contracheques e prestaram serviços especiais na Câmara de Campina Grande, na época em que o ordenador de despesas era Romero Rodrigues?

Quantas atividades políticas foram financiadas pela Casa Civil do Governo Cássio, na época em que Romero Rodrigues era o ordenador de despesas?

Quantos cheques foram distribuídos em Campina Grande a laranjas e outras frutas, na época em que Romero Rodrigues queria derrubar Rômulo para ser o candidato a prefeito do grupo Cunha Lima?

É provável que o deputado Romero Rodrigues negue que tenha usado a máquina para se favorecer e que até descubra sem querer agora que alguém muito próximo usava seu nome para curtir a vida adoidado, mas há garçons, putas e laranjas querendo fazer uma mistura cítrica.

Será que Romero é o homem que virou suco?