Fale Conosco

O governador da Paraíba, Ricardo Coutinho, parece não ter entendido o recado de 2011 e mais uma vez quer impor sua vontade. Ora, para quem enfrentou tantas greves em 2011, que se esperar de 2012? Diálogo? Nada disso,… Mais tirania e imposição, é o que os sindicalistas podem esperar.

Dr. Tacísio Campos, que preside o sindicato dos Médicos já avisou: “O sindicato fez uma avaliação de todo o processo e a forma como foi anunciado. O governador quebrou o compromisso de se reunir com a categoria, e nenhuma reunião aconteceu, apesar dos ofícios que enviamos solicitando uma audiência“. E mais: “Estaremos realizando uma assembleia geral no dia 15 de janeiro. De acordo com o sentimento da maioria poderemos paralisar as atividades por 24h. Essa será uma tentativa de fazer com o governador converse com os médicos. A questão não é só o salário, são também as condições de trabalho. Também não descartamos a realização de uma greve geral”, afirmou.

Governador, o senhor não tem só boca, mas dois ouvidos. Então ouça!