Fale Conosco

Começo este artigo pedindo desculpas aos meus leitores, pois ultrapassei o limite entre relatar e produzir fatos. É que estive no olho do furacão por alguns dias e, apesar de ser testemunha de fatos, fiquei sem escrever.

Quem me acompanha sabe que sou coerente e quando defendo uma tese vou até o fim. Vencer ou perder, convencer ou ser convencido já é outra coisa.

Tenho tanto pra contar, mas aviso que só caberá em um livro e esse deixarei para escrever mais na frente.

Desvencilhado de uma posição que adotei em defesa da candidatura de um homem de bem, que atende pelo nome de Veneziano, não mais candidato a governador, como todos sabem, agora volto ao exercício diário do que realmente sou, um contador de Histórias, redator, escritor, jornalista e blogueiro.

Antes de decidir voltar a escrever, encomendei um novo layout para o blog e devo apresentar a vocês no início de agosto.

Como estamos em período sob legislação eleitoral, o que limita e muito a vontade de falar o que penso, peço a compreensão de todos para a linguagem mais moderada que adotarei daqui pra frente, pois estou cansado de sentar no banco dos réus dos tribunais por dizer certas verdades, mas muitas vezes também por me precipitar e fazer pré-julgamentos desnecessários.

Analisarei com equilíbrio e sem paixão o pleito iniciado neste domingo e gostaria de continuar na companhia de vocês amigos leitores.

Sou de Cacimba de Dentro e, quem nasce lá, ao ser jogado pra cima cai em pé. Estou vivo apesar dos pesares.

Em tempo: abaixo desse texto todos os artigos estão desatualizados.