Fale Conosco

Em audiência de custódia realizada na tarde desta quinta-feira (04), a juíza Andrea Arcoverde manteve as prisões do empresário Pietro Harley e do ex-presidente do PSB na Paraíba, Edvaldo Rosas, alvos da nova fase da Operação Calvário deflagrada na mesma manhã.

Os presos foram levados para uma ala especial da Penitenciária Média Hitler Cantalice, em Mangabeira, na cidade de João Pessoa.

Pietro e Edvaldo são investigados por suposta participação em um esquema de corrupção que fraudava processos de licitação para a compra de material didático durante a gestão do ex-governador Ricardo Coutinho (PSB).

Outro alvo da operação da quinta, Coriolano Coutinho, irmão de Ricardo, já se encontrava preso e permaneceu detido.