Fale Conosco

O presidente do PTdoB e líder da oposição em Bayeux, Leo Micena, afirma que falta para o município um projeto de renovação de mentalidade política executado por pessoas competentes e compromissadas verdadeiramente em melhorar a vida das pessoas.

A falta de sucesso administrativo de ex-prefeitos do município de Bayeux, na Grande João Pessoa, ao longo de décadas levou a construção de uma imagem negativa da cidade. “É comum ouvir em rodas de conversas a frase ’em Bayeux parece que tem uma cabeça de burro enterrada’ para justificar a paralisia administrativa de governos que não conseguiram recuperar os caminhos do desenvolvimento no município”, pondera Micena.

“Só um amplo projeto de renovação de mentalidade política alicerçada pela união das oposições com uma agenda positiva que priorize a saúde, educação e o turismo como o tripé capaz de fazer a cidade se reencontrar com os caminhos do desenvolvimento econômico e social seria capaz de devolver a autoestima ao povo bayeuxense e mudar esse conceito negativo do município”, destacou o jovem líder da oposição.

Para Leo, a população que em sua grande maioria reprova o governo “Expedito IV” clama pela união das oposições formadas por pessoas que tenham raízes e laços profundos na cidade, conheçam os problemas de Bayeux e que acima de tudo sejam competentes e verdadeiramente compromissadas em mudar a vida das pessoas.

“O poder é para dar oportunidade de as pessoas terem esperança de uma vida melhor. Não se concebe mais figuras que só querem se apropriar da bondade do povo bayeuxense com uma ficha corrida onde o discurso difere da prática, apresentam-se em cima da eleição como verdadeiros paraquedistas e oportunistas. Nossa cidade tem gente competente com vontade de suar a camisa para ver a mudança de Bayeux. Gente que faz pela cidade mesmo sem ter mandato”, afirmou Leo.

“As pessoas querem uma Bayeux de renovação, um recomeço, uma nova história não só com palavras, mas com atitudes e gestos. Para construir uma liderança que realmente fique e seja positiva para as diferentes gerações”, lembrou.

O jovem idealista disse ainda que há um sentimento muito forte na população para que um filho de Bayeux possa se levantar para lutar pela independência política e econômica do município com um projeto de gestão pública técnico, moderno, republicano e humanitário.

“Neste sentido a população tem visto com bons olhos as movimentações e ações da oposição verdadeira e permanente ao governo Expedito e aposta na união dela para o bem da cidade”, ressaltou Leo Micena.