Fale Conosco

A cidade de Esperança é um exemplo da capacidade que alguns políticos têm de debochar do povo.

O médio município do brejo paraibano protagoniza um escândalo de nepotismo na Prefeitura.

O prefeito Nobinho Almeida (PTB) emprega a mulher e Sobrinhos no primeiro escalão da estrutura administrativa.

Na secretaria de Ação Social quem dá as ordens é Taiana Grangeiro, mulher do prefeito e titular da pasta que cuida da assistência aos mais carentes da cidade.

Se não é exemplo de gestor, o prefeito não pode ser acusado de tio negligente com os sobrinhos. Ele nomeou o sobrinho Nilber Almeida como chefe de Gabinete.

Ta pouco ou quer mais?

A manutenção de parentes de primeiro grau no primeiro time do Governo Municipal fere o princípio da impessoalidade e da moralidade pública.

Em Esperança, os habitantes oram muito a Deus para abençoar os filhos com a mesma “competência” dos parentes do prefeito.

Aliás, em Esperança a esperança do cidadão comum é a primeira que morre, pois para ser funcionário público ninguém precisa fazer concurso. Basta ser parente.

Pensa que é só isso? Depois eu conto o resto.