Fale Conosco

Volto hoje a insistir em uma tese que tem me deixado pregando quase só no deserto. O grupo Ribeiro fechou com Ricardo Coutinho desde janeiro do ano passado um projeto para fazer Daniella prefeita de Campina e Aguinaldo candidato a senador de RC.

Já disse aqui que fui convocado pelo presidente do PP, Enivaldo Ribeiro, à sede do partido em João Pessoa, onde ele me comunicou que Aguinaldo esteve com Nonato Bandeira e que RC sinalizou pela reaproximação, mas com a condição de eu ser afastado do grupo, onde prestava consultoria de marketing dede 2006.

Bonachão, Enivaldo ainda quis arranjar um meio de me manter na estrutura, pois disse que era grato pelo que fiz profissionalmente na eleição da filha para vereadora e deputada estadual, da ex-esposa para prefeita de Pilar, e do filho Aguinaldo para deputado federal, um total de quatro pleitos vitoriosos.

Esquivei-me da condição de “moita” e encerramos uma reunião onde o marido de Daniella me fez ameaças veladas na condição de juiz que o é. “Vá em paz ou posso lhe processar ou agilizar os processos que Ricardo move contra você”, disse sorrindo.

Também sorrindo lhe respondi que ficasse a vontade, mas notei nos olhos de Enivaldo o lamento pelo encerramento de uma parceria que vinha dando certo. Aquele é um homem de bem.

Agora vem a confirmação da mídia oficial tratando Daniella como a queridinha e Aguinaldo como candidato iminente a senador.

Já disse aqui tudo isso muito antes de acontecer. Já alertei Cássio e Veneziano para o plano que está em andamento: RC quer tirar os dois de tempo elegendo Daniella. Quer se livrar de uma vez só de dois adversários iminentes em 2014.

Notem que Daniella surfa na onda anti-ricardista pontuando temas que acabam com o candidato de Cássio. Se de um lado Romero perde 200 assessores numa canetada só do governador, do outro Daniella se apresenta para conquistar os votos dos que foram demitidos.

Eu sei que parece impossível, mas a performance da deputada é o mais puro teatro já representado na Paraíba.

Daniella é a candidata de Ricardo Coutinho a prefeita de Campina e só não ver quem não quer.

Como pode um Zé Maranhão com mais de 1 milhão de votos e um Wilson Santiago com mais de 800 mil serem barrados no ministério de Dilma e o deputado de menos de 100 mil votos ascender?

Dilma não gosta de Zé Maranhão e por isso nunca pisou por aqui na campanha para favorecer Ricardo Coutinho indiretamente e agora quando foi anunciar Aguinaldo telefonou para o governador e RC rasgou elogios ao “amigo Aguinaldinho”, como qualquer um pode conferir agora na coluna de Heron Cid no Jornal Correio.

Outra coisa. Notaram que Nonato Bandeira mandou a mídia oficial criar intrigas entre os Ribeiros e os Vital do Rego ontem, insinuando que estavam plantando notícias na mídia nacional, não respeitando nem o fato de ter sido o dia da missa de ação de graças em sufrágio da alma do tribuno Vital do Rego?

Tenho pregado só no deserto e muitas vezes incompreendido, mas nosso blog vai bancar essa idéia até o fim. E, por favor, não queiram atrelar minha independência a A ou B. Sou o que sou e defendo sozinho os meus pontos de vista.

O grupo Ribeiro fechou com Ricardo desde o ano passado e Daniella é a candidata dele a prefeita de Campina.

Há quem diga que minhas conjecturas podem atrapalhar a aproximação entre Daniella e Tatiana em um segundo turno e que a irmã do ministro poderia sair da cidade após a derrota e não recomendar o voto em Tatiana com raiva de minhas teses, mas, repito: Daniella é a candidata de RC, principal adversária da candidata de Veneziano e se tiver de apoiar alguém no segundo turno vai ser quem o governador mandar.