Fale Conosco

A menos de um mês para o início da estação de veraneio, moradores e veranistas reclamam da segurança e da infraestrutura nas praias de Cabedelo, na Região Metropolitana de João Pessoa. Dentre os problemas elencados pelos moradores e turistas, a iluminação e a segurança públicas aparecem como principais reclamações.

Para a servidora pública Gabriela Duarte, que veio da cidade de Olinda, Pernambuco, para passar uma temporada na praia de Camboinha, a sensação de insegurança vem da falta de iluminação. “Em Cabedelo, eu sempre alugo casas, mas por conta da pouca iluminação sempre sinto insegurança”, afirma. Ela falou ainda que não tem visto policiamento na praia.

A dona de casa Fátima Vanderlei, moradora do bairro Portal do Poço, assegura que a falta de iluminação é um dos maiores problemas encontrados na cidade. Segundo Fátima, vários postes em seu bairro estão sem funcionar. A funcionária pública Zuleide Maria, residente em Cabedelo, conta ainda que as paradas de ônibus são mal localizadas e precárias, pois muitas não possuem nem mesmo abrigo contra chuva e sol.

Segundo a secretária de Obras e Infraestrutura da Prefeitura de Cabedelo, Érika Gusmão, “a iluminação pública não está sendo um problema na questão de infraestrutura. A manutenção dessa iluminação existe, inclusive na BR”. A se cretária conta que metade das luminárias e lâmpadas da praia de Intermares foram substituídas e que o trabalho ainda não tem previsão de ser finalizado.

Outros problemas de infraestrutura ainda podem ser vistos na cidade, como a falta de pavimentação em diversas localidades, como Camboinha, onde as ruas estão repletas de lixo também.

Érika Gusmão afirmou que não há previsão para pavimentação na praia de Camboinha. “É necessário ter um projeto de drenagem, e ele ainda não existe. Esse projeto tem que ver a bacia como um todo, para fazer a drenagem”, explica. A secretária disse que a Prefeitura precisará de verba federal, pois os custos são elevados para os recursos municipais. Ela acrescenta que as ruas asfaltadas da cidade têm sido recapeadas através da Operação Tapa-Buraco, mas que no centro da cidade demorará a ser realizado.

Para o vendedor ambulante Tony Ramos da Silva, a segurança pública tem sido um problema. Ele relata que já foi assaltado duas vezes no Mercado Municipal de Cabedelo, e que na terça passada houve assalto a outra pessoa no local.

Guarda municipal de Cabedelo, Magna Oliveira disse que o policiamento tem sido realizado, inclusive no mercado. “O policiamento acontece diariamente, de domingo a domingo, e sempre há algum policial pelo mercado também, fazendo rondas”, afirma.

JP