Fale Conosco

Há um ruído de que o presidente do PSB na Capital, Ronaldo Barbosa, esteve na mira da Polícia Legislativa do Congresso como o articulador de uma ação para constranger o presidente da Câmara, Eduardo Cunha, nos dias que antecederam a audiência da comissão da reforma política.

Num primeiro momento, o nome de Ronaldo Barbosa foi confundido com o de Ricardo Barbosa, o deputado, e este teria recebido um telefonema de Brasília e teria desmentido e até dito que era admirador de Eduardo Cunha, o que comprovou quando discursou em sua defesa na sexta, quando disse que os protestos envergonhavam a Paraíba.

Por outro lado, sabemos que existe um jogo de empurra entre Ricardo Barbosa e Estela Bezerra. Que Ronaldo Barbosa é um dos poucos aliados que a deputada tem dentro do PSB e que Ricardo Barbosa faz coro contra ela junto com Edvaldo Rosas.

O que deduzo, além das entrelinhas de uma disputa interna entre Estela e João Azevedo para saber quem vai ser candidato a prefeito de João Pessoa, é que jabuti não sabe subir em árvore e se subiu foi por que alguém botou ele lá.

EM TEMPO: procurado pelo blog, Ronaldo Barbosa diz que a informação não procede e que “desde a semana passada que eu desmenti minha participação neste ato da vinda do presidente da Câmara, uma ação específica dos movimentos sindicais e sociais”, disse Ronaldo.