Fale Conosco

O deputado federal Manoel Júnior já não é do PMDB desde a campanha passada, quando circulava com Cássio e detonava o pré-candidato do partido, Veneziano, nas entrevistas.

Por isso, a notícia de que ele esteve com o presidente do PSDB, Ruy Carneiro, não pode receber a leitura de que Manoel costura uma aliança nesses chás de comadre. No máximo prepara sua filiação oficial ao partido com pompa.

Mas, qual é a mágica para ele se desfiliar do PMDB sem ter o mandato questionado na Justiça Eleitoral? Uma janela poderá ser aberta pelo Congresso e Manoel, assim como Eduardo Cunha e outros insatisfeitos, costuram lá em Brasília esse caminho.

Assim, com o mandato de presidente do Diretório da Capital vencido e, portanto, ilegítimo, e sem o apoio da cúpula, Manoel Júnior sabe que PT/PSB e PMDB caminham para reeleger Cartaxo e Estela será a vice, restando a ele sair à francesa para ser lançado candidato de uma frente oposicionista liderada pelo PSDB, provavelmente com Raoni na vice.