Notícias

Pequena crônica para quem vai hibernar por muito tempo e ainda não teve tempo de explicar o porque

Confesso que me cansei de ouvir o porteiro do prédio onde moro interfonar para me avisar que tem outro oficial de justiça querendo me notificar.

Logo os amigos jornalistas vão dizer que para nós processos são currículos e que nunca dão em nada.

Além do mais, envolvido com cinco campanhas eleitorais na condição de marqueteiro ou consultor de marketing, e vou ganhar todas, não tenho tido tempo para escrever coisas que não estejam contaminadas pelas posições que defendo.

Por favor, não entendam essa minha pausa como capitulação ou medo. Apenas cansei e não quero repetir 2010, quando saí do pleito respondendo nada maenos do que 46 processos, quase todos tendo como autor o senhor Ricardo Vieira Coutinho.

Peço desculpas a quem me acompanha, mas, como diria Cazuza, a emoção acabou.

Finalizo dizendo que posso voltar a qualquer momento e peço que escutem com carinho a música de Guilherme Arantes, que diz tudo e muito mais que eu gostaria de dizer-lhes para explicar o meu repentino ocaso.