Fale Conosco

As autoridades policiais da Paraíba registraram pelo menos 11 assassinatos neste fim de semana no estado. De acordo com o Centro Integrado de Operações Policiais – CIOP – só na Região Metropolitana de João Pessoa aconteceram nove assassinatos, sendo que em um deles os bandidos chegaram a atirar contra uma guarnição da Polícia Militar e quase atingiu um dos policiais.

Um dos assassinatos aconteceu no Distrito Industrial de Santa Rita, onde um homem foi morto a tiros na noite de sábado, 19. O crime aconteceu próximo à garagem da Empresa Sonho Dourado. Este teria sido a terceira execução em menos de seis horas daquele dia.

Esse crime, segundo a polícia, teria sido filmado pelas câmeras de segurança instaladas em dos postes de iluminação pública. O homem foi morto quando pilotava sua moto e caiu com o capacete ainda na cabeça.

No domingo (19) nas proximidades da quadra de “Chico Amaro” no bairro Pôr do Sol, Zona Norte de Cajazeiras, um crime de homicídio foi registrado por volta das 3:30h.

De acordo com informações da Polícia Militar, o pedreiro Francisco de Assis Silva Ramos, de 30 anos, havia discutido com a mãe de um adolescente de 14 anos. Após a confusão, o pedreiro subiu em sua moto mas foi atingido com cinco golpes de punhal pelo menor.

Uma viatura do Serviço de Atendimento Móvel e Urgência (Samu) foi ao local e socorreu o pedreiro em estado grave até o Hospital Regional de Cajazeiras. Ele ficou internado recebendo atendimento médico, mas, instantes depois não resistiu aos ferimentos e acabou morrendo.

O Corpo da vítima foi encaminhado em uma viatura do Rabecão até o Instituto Médico Legal (IML) em Patos para realização do exame cadavérico.

Policiais militares e civis estão investigando o assassinato na tentativa de localizar e apreender o menor infrator.

Também na noite do domingo, uma mulher de 56 anos foi morta a golpes de faca na noite na cidade de Monteiro (Cariri do estado, a 305 km de João Pessoa). Segundo informações da Polícia Militar, a vítima era professora e foi assassinada enquanto consumia bebidas alcoólicas em um estabelecimento comercial da região.

A principal suspeita do crime é uma agricultora de 58 anos. As duas teriam iniciado uma briga por volta das 22h, quando a vítima foi atingida por uma facada no pescoço. Testemunhas relataram que a professora tentou pegar uma telha para se defender da agressão, mas acabou caindo na calçada.

Profissionais do Samu se deslocaram até o bar para prestar socorro à vítima, mas ela não resistiu aos ferimentos e faleceu ainda no local.

Pessoas que estavam presentes no estabelecimento contaram que a agressora fugiu em direção a um matagal. Policiais militares fizeram buscas nas imediações do local, mas não conseguiram encontrar a suspeita.

O motivo da briga entre as duas mulheres não foi revelado.

Blog do Gordinho com WSCOM